terça-feira, janeiro 10, 2006

Dakar - Bernardo Villar e José Lucas obrigados a abandonar

O relógio marcava 13h30 minutos, quando Bernardo Villar e o seu navegador José Lucas entregaram a carta de concorrente à organização, pondo um ponto final à sua participação no Lisboa-Dakar 2006. Depois de uma excelente demonstração de força e persistência, ocupando na altura a 33ª posição entre os 110 participantes ainda em prova e ainda o segundo posto entre as equipas lusas, a dupla portuguesa foi obrigada a desistir prematuramente com problemas irremediáveis no motor do seu Nissan Patrol GR.

"Na etapa de ontem que ligava Atar a Nouakchott, tivemos muitas dificuldades em trazer o carro até ao final", começou por contar Bernardo Villar que hoje de manhã, dia de descanso para os participantes nesta 28ª edição do Dakar, ainda tinha esperanças em conseguir recuperar a sua máquina: "Infelizmente, isso não foi possível e a Promotech, apesar de todos os esforços, informou-nos que não haveria hipóteses de prosseguir a prova. A única solução possível seria mudar o motor do Nissan Patrol, situação que não é permitida nesta prova".

Posto isto, a única solução para a dupla do Team Brisa/ Cetelem era dirigir-se à organização para entregar a carta aos responsáveis: "Foi uma decisão muito difícil, mas infelizmente, inevitável. Tentámos tudo para continuarmos em prova, mas é impossível lutar contra aquilo que é óbvio. Não era possível reparar o motor", prosseguiu Bernardo Villar deveras emocionado com toda a situação: "Estou muito triste, não só por mim e pelo Lucas, mas também pelos meus Patrocinadores e por todos aqueles que estavam a acompanhar a nossa prova e que estavam a torcer por nós. Infelizmente, o Dakar é um aprova imprevisível e, esta edição, estava a ser uma das mais duras de sempre".

Para trás ficam 8 dias de luta, sacrifício e persistência, 4948 quilómetros percorridos dos quais 2699 de especiais cronometradas, tendo conquistado 45 posições à geral, o lugar de melhor equipa inteiramente portuguesa em prova (automóveis) e a certeza de que: "No ano que vem estaremos de volta".


Para os elementos da família que nao sabem o Bernardo Vilar é filho de:
Luisa Maria de Melo Breyner Freire Cabral e de João Posser de Andrade Vilar , ou seja nosso primo!

1 comentário:

Copo de 3 disse...

Foi pena o abandono... para o ano há mais.

Um abraço amigo.