sexta-feira, outubro 10, 2008

Piedade de Mello Breyner da Camara - 1960-2008




Estamos tristes porque a Piedade nos deixou, mas por outro lado, e porque somos uma Familia de Fé acreditamos que ela neste momento está num sitio melhor, juntamente com os nossos que a precederam a olhar por todos nós. Admirável a Fé e a força da nossa querida Tia Rita e dos nossos queridos Primos Belmonte que são unicos. Tenho orgulho de pertencer a esta familia em que "quando toca a campainha" aparecem todos a dar força aos que precisam dela. E esta atitude, cada vez mais rara na nossa sociedade, é reconfortante e faz-nos sentir bem.

Para a Tia Rita, para os Primos (Zé Frederico incluido) um enorme beijo. Para a Pia que, neste momento já me está a ver escrever estas linhas em sua homenagem, peço-lhe que reze por todos nós para que não nos desviemos nunca do caminho da Verdade e da Fé a fim de que quando um dia chegar a nossa hora possamos ir também directamente para o lugar onde tenho a certeza que está neste momento.

Primo e muito amigo


Zé Tomaz


P.S. Não tinha muitas fotografias da Piedade Prima, e não tinha nenhuma "a solo" pelo que resolvi escolher estas tiradas no campeonato de gamão em casa da Tia Conceição, e em que a Pia foi a justa vencedora. Por coincidência a Tia Conceição e a Leonor estavam ambas também ao lado da Piedade quendo ela deixou este mundo, pelo que não acho a fotografia tão desapropriada.

3 comentários:

maria disse...

ola!Sou a Maria uma das afilhadas da pi,tambem estou muito triste com o que aconteceu.Mas acredito que a Pi esta num mundo melhor,e que estara sempre no coraçao de todos nós!

Anónimo disse...

Zé tomás voçe devia escrever um livro,que bem que voçe escreve parabéns.adorei a fotografia.foi um ganda campeonato de gamao.beijos,leonor m.b.

Anónimo disse...

Não querendo ser repetitiva, também não tenho dúvidas de que a Piedade está, neste momento, numa boa, ao pé do Tio Luis Manuel e dos primos Vasco e Gonçalo. Se a Piedade nos puder ouvir e passar mensagem, que mande um beijo ao meu Pai e á Bli.

Quanto à tia Rita e aos primos, por mais que pense, acho que ainda não foi criado o adjectivo que os qualifique. São únicos, exemplares, bons, bem formados, amigos,.....
Também tenho o maior orgulho e honra em ser da família deles.
Bjs a todos
Diana